Estamos no Facebook: clica em GOSTO e junta-te a nós

05/09/2011 Na ria de Aveiro é proibido apanhar bivalves a partir de hoje


A apanha e comercialização de mexilhões, amêijoa-branca e outros bivalves está proibida desde hoje em várias regiões do país por terem sido detetadas substâncias tóxicas naqueles moluscos, de acordo com uma nota oficial. As zonas onde é proibida a apanha de mexilhão situam-se todas a norte da foz de rio Tejo e incluem as faixas litorais entre Caminha e Matosinhos, Ria de Aveiro e litoral entre Peniche e Lisboa. A ameijoa-branca não pode ser apanhada no litoral de Matosinhos, abrangido pelas Capitanias do Douro e Leixões, enquanto no Estuário do Mondego (Figueira da Foz) a interdição recai sobre a lambujinha. Na ria de Aveiro a proibição é extensiva a todos os bivalves. O consumo de molucos contaminados com biotoxinas DSP causa diarreira, vómitos e dores intestinais e surge nas primeiras 24 horas após a ingestão, podendo-se prolongar por três dias, de acordo com o Instituto de Investigação das Pescas e do Mar (IPIMAR). A nota que decreta a interdição não indica até quando se manterá a proibição de apanhar e comercializar aquelas espécies.

Fonte: Terra Nova

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores