Estamos no Facebook: clica em GOSTO e junta-te a nós

20/09/2011 Moradores voltam a queixar-se da poeira das descargas no porto de Aveiro


Os moradores da área do terminal Norte do Porto de Aveiro voltam a queixar-se das condições em que são feitas as descargas. Ontem, dia de vento forte, as poeiras voltaram a andar pelo ar. Segundo a “carta aberta” de um morador em zona contígua ao porto de Aveiro há questões que podem configurar problema para a saúde pública e redução da qualidade de vida dos moradores gafanho-nazarenos. “Por exemplo, ainda hoje, dia 19 de setembro de 2011, sucedeu uma carga/descarga no dito terminal, libertando pó de madeira, sem ser acautelado”.
Casa e carros ficam cobertos de pó e os moradores falam de “uma atmosfera irrespirável, durante dias, suportando problemas respiratórios e variados incómodos”. Falam de uma situação que chega a ser “burlesca, dada a permanência de um Responsável do Ambiente, nomeado pelo Conselho de Administração, bem como de um Grupo de Ambiente e de um Grupo de Auditores Ambientais, na composição orgânica da APA”.
João Martinho, um dos moradores daquela área, diz que o burlesco é maior depois de ler o Manual de Gestão Ambiental onde se diz que a “Administração do Porto de Aveiro reafirma as suas responsabilidades ambientais e renova o compromisso da melhoria contínua”, assente em seguintes princípios como “Prevenir a poluição e minimizar os impactes ambientais significativos associados às atividades desenvolvidas”. “Na sociedade atual e com os crescentes conhecimentos tecnológicos que combatem a poluição, esta situação é merecedora de escárnio, para além de toda a óbvia preocupação com a saúde pública”, adianta aquele morador que documenta a carta aberta com fotos da sua área de residência.

Fonte: Terra Nova

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores