Estamos no Facebook: clica em GOSTO e junta-te a nós

Homem mais forte de Portugal tem 139 quilos e conseguiu levantar outros tantos


Adérito Santos foi o maior entre os oito candidatos  ao 'Homem mais forte de Portugal, que juntou centenas de pessoas no centro  do Porto. Para a semana viaja para Espanha para tentar os 'jogos olímpicos'  da modalidade.
O homem mais forte de Portugal pesa 139 quilogramas, mas daqui a uma  semana, quando chegar a Málaga, quer ter 145 quilos. "Comer muito e treinar  muito" será a receita para ganhar seis quilos. Na ementa, muitas proteínas  e hidratos de carbono.  
Quanto ao treino, Adérito Santos, que trabalha numa empresa de transporte  de bacalhau, reserva duas a três horas no final do dia, entrando pela noite  dentro e, no dia seguinte, às 9:00 está de regresso ao emprego. Uma vida  dupla que implica "muito esforço individual", admitiu, realçando que "em  Portugal, falta uma associação forte de homens fortes". 

Hoje, foi o único atleta capaz de levantar a barra com 135 quilogramas,  a prova final da competição que implicou levantar carros, pegar em pipas  de vinho com mais de 100 quilogramas e virar pneus gigantes.  
Adérito Santos, com 35 anos, participa em provas internacionais "a título  particular" e, no próximo fim-de-semana, parte para Málaga com a esperança  de "ficar nos primeiros quatro lugares" e assim ser apurado para o que chama  de "jogos olímpicos" da modalidade. "Estes são os portugueses que Portugal precisa neste momento. Se houvesse  dez milhões de pessoas assim, a 'troika' não estava cá de certeza absoluta",  garantiu aos jornalistas Nuno Araújo.  
O organizador do evento, que esta tarde reuniu centenas de pessoas na  Praça da Cordoaria, no centro do Porto, realçou que "um atleta leva anos  a preparar-se para esta competição. É muito sangue e suor. E estão aqui  sem ganhar nada". 
Uma lesão afastou Nuno Araújo dos treinos, mas o coração ficou sempre  ligado à competição. Em 1999, organizou a eleição do 'Homem mais forte de  Portugal', no Porto. Agora, decidiu retomar a experiência e já pensa em  repeti-la no próximo ano, "com outra dimensão".  
 "Espero que a Câmara do Porto tenha mais atenção a estes eventos de  cariz popular. Têm que nos dar mais condições", afirmou, adiantando que  não "receberam grades suficientes para isolar a zona de prova do público",  que frequentemente invadia a arena.  
Nos planos do promotor, está também a participação dos atletas portugueses  em competições internacionais: "Já estamos em contacto com federações internacionais  para participar em provas até 125 quilos".  
Lusa

Fonte: SIC Notícias

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores