Estamos no Facebook: clica em GOSTO e junta-te a nós

22/05/2012 Familiares queixam-se de falta de apoio do Estado para a formação e competição de atletas com Síndrome de Down

A selecção nacional de atletismo sagrou-se recentemente campeã mundial de atletismo para atletas com Síndrome de Down. Paulo Henriques do CASCI (na foto), contribuiu para o título com três medalhas: Prata nos 1500 metros e na estafeta 4x400 metros e bronze nos 800 metros. Apesar do êxito desportivo e social alcançados, estes atletas, continuam "sem apoios significativos por parte do Estado", apesar de em permanência, alcançarem resultados desportivos de topo.
José Manuel Henriques, irmão do Campeão Paulo Henriques, disse isso mesmo na Terra Nova, no programa "Segunda Parte". "O merecido apoio a estes praticantes desportivos de alta competição, poderia minimizar o esforço financeiro das famílias"
"Em Portugal não existe uma política desportiva integrada, ou seja, vê-se muita alta competição mas, depois, olhando para as restantes classes desportivas, nomeadamente a deficiência intelectual, isso não acontece, devo dizer que não estou à espera de Bolsas Olímpicas, isso seria uma discussão mais vasta que nos levaria à questão dos Para-olímpicos, mas, é bom lembrar que o Síndrome de Down está cientificammete caracterizado, é feito um teste cientifico aos atletas, e quem tem de pagar esses testes médicos para eles competirem são os familiares, o que é um absurdo, o Estado não contempla este tipo de deficiência estranhamente", adiantando ainda que "muito fazem os atletas portugueses que conquistam títulos europeus e mundiais sem nenhuns recursos".

Fonte: Terra Nova

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores