Estamos no Facebook: clica em GOSTO e junta-te a nós

Sessão de esclarecimento sobre os limites da Freguesia da Gafanha da Nazaré

Esta Sessão de Esclarecimento ocorreu no Salão Nobre da Junta de Freguesia, no dia 18 de Julho de 2012. Foi um Sessão muito concorrida, na qual estiveram presentes 117 concidadãos.

O presidente da ADIG começou por explicar, o que ocorreu com os limites de freguesia entre 1911 e 2011. Das suas palavras salienta-se o seguinte:

1) A única freguesia do concelho que tem aprovado um “Auto de Delimitação” é a da Gafanha da Nazaré. Este documento, datado de 1911, é da autoria da CMI e foi aprovado pelo Governo Civil de Aveiro.

2) Em 1947 foi criada uma comissão, liderada pelo Mestre Manuel Maria Mónica, visando passar a nossa freguesia para o concelho de Aveiro, por a CMI não estar a respeitar os gafanhões. Houve mesmo uma manifestação de centenas de pessoas em frente ao Governo Civil de Aveiro.

3) Em 1956, o Sr. Bispo de Aveiro, respondendo a uma petição feita pelos párocos de S. Salvador, Nazaré e Encarnação, que solicitavam que a capela de Santo Isidro passasse a ser gerida pela paróquia de S. Salvador, despachou do seguinte modo: “não havendo motivos de interesse ou sentimentos locais que possam obstar à realização do intento, a Colónia Agrícola da Gafanha da Nazaré, como ela se encontra constituída, ficará pertencendo, desta data em diante, à freguesia de Ílhavo”. Muito provavelmente o Sr. Bispo quereria dizer “ficará pertencendo à paróquia de S. Salvador, de Ílhavo”.

4) Em 1969, quando a Gafanha da Nazaré subiu a vila, foi elaborado um mapa de limites que, por não ter saído no Diário do Governo, não é acolhido com bons olhos pelos autarcas contemporâneos, apesar de toda essa documentação permanecer nos arquivos da CMI!
(Continua)
Fonte: ADIG

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores