Estamos no Facebook: clica em GOSTO e junta-te a nós

07/01/2012 Cortejo de Reis agendado para a manhã de domingo na Gafanha da Nazaré

Amanhã é dia de Cortejo de Reis na Gafanha da Nazaré. Sai à rua logo pela manhã com concentração na zona da Remelha para um percurso que vai passar pelas principais vias da cidade com encenações. O padre Francisco Melo, pároco da Gafanha da Nazaré, recorda que o Cortejo ganhou novo impulso com o envolvimento da catequese. Ainda assim diz que é preciso inovar e admite que a questão dos horários possa sofrer ajustamentos no futuro.
“O ano passado fizemos um esforço grande ainda motivados pelos 100 anos da Paróquia. O cortejo tem sempre três dimensões (religiosa, manifestação cultural e uma componente económica). Este ano não há alterações mas alguma coisa temos de fazer. Está a ficar muito igual. No ano passado melhorámos autos, som, cenários e muita coisa foi mudada mas ainda há mais a fazer". O pároco da Gafanha da Nazaré admite levar à discussão uma mudança de horários. "Ainda não falei com ninguém mas tenho sentido que começa demasiado cedo. Começa às 8h00 e as pessoas têm que se levantar muito cedo. Penso que não tem que passar para a tarde e se passar para a tarde questiono se não vai trazer mais gente e criar outra envolvência”, admite o pároco da Gafanha da Nazaré preparado para discutir esta questão com a comunidade.
Desfile de Reis com saída de Remelha, na Gafanha da Nazaré, este domingo, por volta das 8h00.

Fonte: Terra Nova

06/01/2012 Associação de Empresas de Estiva diz que Porto de Aveiro está a definhar

A Associação de Empresas de Estiva do Porto de Aveiro diz que o futuro do setor comercial está em causa e que “aquele que há poucos anos era apontado como um dos mais promissores portos nacionais” está a "definhar de uma forma quiçá irreversível, sem que as entidades oficiais directamente responsáveis algo façam para inverter esta situação". É a reacção à greve parcial de Dezembro e ao anúncio de uma greve geral na próxima semana no porto de Aveiro e nos portos nacionais.
Aquela estrutura que mantém um diferendo com o sindicato dos trabalhadores do Porto de Aveiro e que tem em curso a insolvência da Empresa de Trabalho Portuário (ETP) lembra que no porto de Aveiro há "uma diminuição progressiva de movimentação de carga sólida com a consequente e igual quebra na colocação da mão-de-obra portuária" e que, "entre 2006 e 2011, as toneladas movimentadas desceram de 2.8 milhões toneladas para 2.300 milhões, uma quebra de quase 20 por cento, levando inclusive a que uma das empresas de estiva que operava no porto cessasse a sua actividade na sequência de um processo de insolvência".
Em comunicado, a Associação das Empresas de Estiva revela que “a ETP de Aveiro apresenta um insustentável rácio de produtividade tonelada/homem de apenas 33, contra 83 em Leixões, ou 85 na Figueira da Foz, representando cada trabalhador um custo médio mês de cerca de 2500 euros”.
Essas preocupações terão sido realçadas por estudo económico solicitado à consultora Price Waterhouse Coopers que “reconheceu a necessidade de alterações estruturais significativas por forma a reverter a situação” mas que o sindicato não aceitou uma vez que implicava a saída de 18 trabalhadores para dar um futuro à ETP.

06/01/2012 Greve nos Portos poderá ser suspensa. Reunião decisiva marcada para esta tarde

A Confederação dos Sindicatos Marítimos e Portuários (Fesmarpor) admite a desmarcação do pré-aviso de greve válido para o período entre 9 e 14 deste mês.
Os operadores portuários de Aveiro, o Governo e o IPTM reúnem esta tarde e desse encontro poderá sair a suspensão da greve. Vítor Dias admite que parte com expetativa elevada para este encontro. "Se a reunião correr bem e se for de encontro aos pressupostos entendíveis como suficientes para fazer a suspensão da greve, poderá vir a ocorrer a suspensão da greve", garantiu.
O movimento de protesto dos trabalhadores portuários começou em Aveiro, onde está em curso uma greve desde 24 de Dezembro a cinco áreas portuárias contra o recurso a mão de obra “estranha” ao sector. Acabou, depois, por mobilizar outros portos, nomeadamente Lisboa, Sines, Setúbal, Figueira da Foz e Viana do Castelo, devido a insatisfação com a falta de diálogo da tutela em relação à reforma portuária em curso.

Fonte: Terra Nova

05/01/2012 "Terrível e dramático", José Luís Cacho preocupado com consequências da greve no Porto de Aveiro

A eventual greve geral de estivadores e trabalhadores portuários, convocada pela Confederação dos Sindicatos Marítimos e Portuários, nos Portos Nacionais, marcada para a próxima segunda-feira, é uma paralisação preocupante e vai causar prejuízos de milhões em Portugal na perspectiva de José Luís Cacho, Director Geral do Porto de Aveiro.
O Administrador diz ter dificuldade em lidar com a decisão da greve e referiu, em declarações à Terra Nova, os graves prejuízos inerentes à greve registados no Porto de Aveiro, "onde desde há um mês a esta parte quase não tem entrado navios", são "uma realidade indesmentível".
"Desde há um mês a esta parte tem vindo a diminuir drasticamente o número de navios no Porto de Aveiro e nesta última semana praticamente não houve navios aqui, esta situação afecta gravemente o PA e as empresas que utilizam o Porto porque, estão a desviar as cargas para outros Portos com custos financeiros associados elevados e o impacto é muito grave", adiantando que esta é "uma situação preocupante até porque se caminha a passos largos para a insolvência da Empresa de Trabalho Portuário, é uma situação dramática e não sei como é que tudo isto vai acabar", disse.

04/01/2012 CASCI agendou simulacro para esta quinta-feira no Lar Residencial

O CASCI prepara a realização de um simulacro de incêndio no Lar Residencial, junto ao Pavilhão do Illiabum, como forma de testar os meios de socorro e os planos de segurança daquela instituição. Este espaço do Centro de Ação Social do Concelho de Ílhavo acolhe crianças, jovens e adultos portadores de deficiência de ambos os sexos em situação de dependência. Acolhe 32 pessoas. O simulacro está previsto para a tarde desta quinta-feira, no centro da cidade de Ílhavo.

Fonte: Terra Nova

03/01/2012 Bispo inicia na Boa Hora visita de cinco meses ao arciprestado de Vagos

O Bispo de Aveiro inicia, na próxima quarta-feira, dia 11, às 20h00, na Igreja da Gafanha da Boa Hora, uma visita de cinco meses ao arciprestado de Vagos. Do roteiro pastoral constam contactos com vários sectores, desde escolas, instituições de solidariedade social, encontros para "aprofundar e acelerar" a intenção de construir uma igreja na praia da Vagueira e até visitas a empresas.
D. António Francisco Santos considera que este será um momento importante de contacto com as populações. “A visita pastoral é um das formas confirmada pela experiência dos séculos com a qual o Bispo mantém contato pessoal e presença mais prolongada com o clero e o povo de Deus. É oportunidade de chamar os fiéis à renovação da vida cristã e uma atividade apostólica e missionária mais intensa. Permite avaliar a eficiência das estruturas da ação pastoral. Dando conta das dificuldades e conhecendo os caminhos de evangelização para definir prioridades e os meios da ação pastoral”.
Durante os próximos meses haverá três palestras com a coordenadora nacional da catequese Cristina Carvalho, o ex-ministro Bagão Félix e Roberto Carneiro, nos dias 10 de Fevereiro, 9 de Março e 20 de abril, sempre às 21h00, no salão paroquial de Vagos. No dia 20 de Maio terá lugar uma festa da família no Colégio de Calvão. O encerramento será a 28 de Maio, com a tradicional Eucaristia no Santuário de Nossa Sra. de Vagos.

Fonte: Terra Nova

03/01/2012 Sindicatos marítimos querem ser ouvidos pelo Governo na reforma do setor

A confederação dos sindicatos marítimos e portuários independentes teme que o fim da empresa de trabalho portuário em Aveiro seja o princípio da liberalização dos serviços de estiva e reclama participação nas negociações para o cumprimento do acordo celebrado com a troika no âmbito da ajuda externa. O que começou por ser um protesto no porto de Aveiro ameaça chegar aos principais portos nacionais.
Alguns dos principais sindicatos portuários reclamam não só tomar conhecimento como participar nas mudanças que o Governo prepara a reboque do memorando da Troika. A revisão do modelo de governança, que levou à recente criação do Instituto de Mobilidade e Transporte, sucessor de outros organismos públicos, ou revisão do regime do trabalho portuário estão a passar ao lado dos representantes sindicais, o que não sucedeu na última grande reforma do setor.
"Pedimos que o governo diga o que pretende fazer e temos propostas para apresentar. Há uns anos fizemos um pacto de concertação social, uma solução legislativa que resultou, e ainda hoje se mantém”, adianta Vitor Dias, da Fesmarpor, a confederação dos sindicatos marítimos e portuários independentes.
Com pré aviso de greve confirmado para 9 a 14 deste mês que ameaça parar os maiores portos nacionais, o ministério tarda em dar resposta a sucessivos pedidos de audiência.

02/01/2012 Aulas na Secundária da Gafanha da Nazaré recomeçam apenas na quinta-feira

Adiado o regresso às aulas para os alunos do 3º ciclo do ensino básico e do ensino secundário na Escola Secundária da Gafanha da Nazaré. Esse regresso estava previsto para esta terça-feira mas as obras no estabelecimento obrigam a mudança de planos. Ultimam-se pormenores na conclusão da primeira fase da obra.
O segundo período arranca na quinta-feira “garantindo as condições de funcionamento dos serviços e de segurança dos alunos”. Os alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico devem comparecer na escola (concentração no pavilhão gimnodesportivo), às 14 horas, e os alunos do Ensino Secundário comparecerão (concentração no pavilhão) às 15h30 para uma visita às instalações de forma a perceber onde vão decorrer as aulas.
Ainda segundo nota da Escola as atividades letivas dos dias 3 e 4 de Janeiro serão repostas nos dias 22 de Fevereiro e 26 de Março.

Fonte: Terra Nova

02/01/2012 Amigos prometem banho para mais 30 anos

O primeiro banho do ano passou para as mãos da associação dos Amigos da Praia da Barra e a participação continua em alta. Centenas mergulharam e milhares assistiram ao primeiro mergulho em 2012. Atita recebeu a homenagem e gostou do banho dos tubarões. O antigo organizador diz que fica feliz por ver o futuro assegurado. “Fico descansado na media em que a pessoa vai cumprir. Dissera-me que enquanto formos vivos vai continuar com o banho gostei da homenagem. Fiquei orgulhoso. O banho foi muito bom e São Pedro deu-nos uma alegria”, dizia Atita no final do banho de 2012.
Ribau Esteves foi ao areal homenagear o fundador do banho. Diz que é positivo colocar na sociedade civil organizações como esta. “As coisas devem ser feitas pelos cidadãos e os poderes devem estar a apoiar. Dar a sua presença e apoio financeiro. Já o fazíamos e fazemos agora com a associação dos Amigos da Praia da Barra. Este banho é uma das imagens de marca da praia. Faz parte de um conjunto de acontecimento”.
Carlos Figueira, da associação Amigos da Praia da Barra, garante que o compromisso é para manter. O banho dos tubarões volta em 2013. “Há banho para mais 30 anos. Vamos ter eleições mas assumo a responsabilidade: mesmo que a associação não continue tentarei não esquecer este banho que juntou multidões”, declarou o ainda presidente da associação.

Fonte: Terra Nova

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores